Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinemail

sexta-feira, 10 de maio de 2002

Solidariedade pelos ares

Reportagem publicada na edição nº655, de maio de 2002 do Jornal Folha do Sudoeste

Em sua décima edição, nos dias 4 e 5 de maio foi realizado o Show Aéreo de Rio Verde, evento que se destaca no Sudoeste não só pela grandiosidade de atrações, mas também pelo espírito filantrópico. Dois quilos de alimento não perecível por pessoa, este foi o ingresso cobrado aos espectadores do Show, arrecadação esta que foi destinada à 15 entidades assistênciais da cidade, dentre elas o Asilo dos Idosos, a Escola Dunga de Ensino Especial e a Escola Bom Pastor, que ampara menores carentes.

As atrações do evento arrancaram aplausos e suspiros dos presentes, foram 250 saltos de pára-quedas. Quase que de hora em hora eram soltos à uma altitude de 11 mil pés, cerca de 3,4 mil metros, grupos de 6 pára-quedistas, estes que faziam seu pouso junto aos espectadores.

Grande foi a participação de acrobatas aéreos no Show, também tendo suas apresentações intercaladas de hora em hora. Pilotos cortavam o céu de Rio Verde em manobras arriscadas. Adrenalina máxima, mas o profissionalismo seguido à risca, neste que é considerado um dos esportes mais radicais já inventados pelo homem, devido a alta periculosidade que oferece sua prática. Dentre os acrobatas aéreos, se destacou o experiente piloto Rui Alberto Textor, o Beto da Aerotex, ele que é vice-campeão brasileiro e campeão gaúcho de acrobacias aéreas.

Houve demonstração de aviação agrícola com avião pulverizador, prática bastante comum na nossa região e o publico ainda pode contar com a disponibilidade de vôos panorâmicos, que através de sorteio, puderam apreciar a esplendorosa vista aérea de Rio Verde.

Estiveram presentes também ao evento, os fanáticos por replicas, com seus aeromodelos que imitavam perfeitamente aviões convencionais, tanto em forma como em dirigibilidade. Por controle remoto, os pilotos, com os pés ao chão, faziam os não tão pequenos, mas caros brinquedos, realizarem manobras acrobáticas e até soltarem fumaça, para o delírio dos pequenos e grandes telespectadores.

O X Show Aéreo só não foi mais brilhante, porque a Esquadrilha da Fumaça, agendada para sábado, dia 4, não pode completar sua apresentação, devido a forte chuva que se deu na cidade, no instante exato que os aviões da FAB iniciariam suas acrobacias. “Nós temos que salientar que quem voa na Esquadrilha são seres humanos e segurança para nós está acima de tudo”, explicou Sebastião Gagliard Netto, o popular Professor Netto, principal organizador do evento. “A Esquadrilha da Fumaça esteve em Rio Verde, sobrevoaram o aeródromo, mas infelizmente as condições meteorológicas não permitiram a apresentação, então ela teve que retornar”, completou Netto.

Ainda houve uma equivocada coincidência de datas que poderia atrapalhar o Show, a realização simultânea da Sudoexpo 2002, contratempo este provocado pelo adiamento da referida feira. “A Acirv foi consultada, sendo que foi informado que a Sudoexpo iria acontecer no início de abril, mas foi adiada a data para agora. Como tínhamos conseguido com a FAB o agendamento da Esquadrilha da Fumaça para esta data, não poderíamos adiar nosso evento”. Relatou Netto.

Mas isso não interferiu, a população compareceu e contribuiu. “Foi acima das expectavas!”, informaram os organizadores, tanto que para próxima edição do evento, já constando no calendário nacional de eventos aerodesportivos, prometem novidades. “Ano que vem vamos trazer um bang-jump, rapel, balão de ar quente..., em fim, uma série de novidades que nos vamos acrescentar ao XI Show Aéreo de Rio Verde”. Euforizou Neto, que ainda agradeceu a atenção da Folha do Sudoeste: “gostaríamos de agradecer, em público, a presença do jornal e dizer que nós vamos estreitar o relacionamento entre a comissão do evento e a Folha, inclusive foi um dos poucos jornais que soltou uma nota, com bastante antecedência, sobre o nosso evento. A divulgação da impressa tem um valor extraordinário, ela é responsável, juntamente com o público, pelo sucesso do evento.”

Nenhum comentário: