Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinemail

sexta-feira, 10 de maio de 2002

Tempestade causa destruição e morte em Rio Verde

Publicado na edição nº652, no Caderno 1, página 8 do jornal Folha do Sudoeste

A forte chuva, acompanhada de granizo, que se deu em Rio Verde neste Sábado, dia 4 de maio, por volta das cinco horas da tarde, trouxe, além da brusca queda na alta temperatura que pairava na cidade, destruição e uma vítima fatal no Setor Industrial, o catador de papel Antônio Bento da Silva Filho, 39 anos, que foi soterrado pelo desabamento do muro de um armazém que caiu sobre o barracão em que se encontrava, morreu antes da chegada do socorro do Corpo de Bombeiros. Seu companheiro de trabalho não identificado, que também se encontrava no local, conseguiu ser socorrido e foi levado ao Hospital Municipal com ferimentos.

As ruas alagadas e as árvores caídas sobre a pistas transformaram o trânsito em um caos. Bairros foram isolados pela inundação além das várias casas que sofreram avarias causadas pelo vento forte.

No Aeroporto Municipal o X Show Aéreo de Rio Verde teve de ser paralisado, inclusive a apresentação da Esquadrilha da Fumaça da FAB, após sobre-vôo das aeronaves, foi constatando a impossibilidade para realização de suas acrobacias, retornando a mesma para sua base em Pirassununga-SP.

A Sudoexpo sofreu danos nas estruturas de estandes e palco, ouve alagamento dentro da área da Feira Coberta onde acontecia a exposição, mesmo assim isso não impossibilitou a continuidade do evento que seguiu seu cronograma durante a noite sem mais contratempos. A partida de despedida da Liga Nacional de Futsal do Rio Verde/Fesurv, contra o time do Londrina, foi cancelada pois o Ginásio Jerônimo Martins foi invadido pela água da chuva.

Nenhum comentário: