Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinemail

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Biblioteca Ivone de Menezes comemora aniversário

Fotos: Ascom/Funcaju - Fernando Augusto
Dia 22 de junho é o aniversário de fundação da Biblioteca Municipal Ivone de Menezes Vieira. A instituição está completando oito anos e o auge da comemoração, foi o “Arraiá da Ivone”, que aconteceu nesta quarta-feira, 20. A festa é realizada todo ano, sempre em clima junino. Desta vez, teve trio pé de serra e também a participação dos alunos das escolas parceiras, com apresentações de dança.


O aniversário da biblioteca
contou com a participação do
Forró de Mala e Cuia

Quem animou a festa foi o Forró de Mala e Cuia, autêntico pé de serra, que na Ivone apresentou-se com a clássica formação em trio, com Chiquinho do Além Mar na zabumba e vocais, a triangulista Josinha e Gilsinho do Acordeon. Eles têm composições próprias com discos gravados e até show em DVD, mas não é só pelo talento de sobra que foram convidados, a ligação de Chiquinho, compositor e escritor cordelista, com a Biblioteca é próxima, sendo ele autor de 35 livros de cordel.


A professora Aparecida e sua
aluna Ana Beatriz

Além do Forró de Mala e Cuia, alunos dos 4º e 5º anos do Colégio Estadual Francisco Portugal apresentaram coreografias de dança no clima junino. A professora Maria Aparecida Oliveira Lopes conta que sempre é convidada a participar de eventos na Biblioteca e que não poderia deixar de prestigiar o espaço público com seus alunos.

“Sempre somos chamados para o Dia do Livro, Dia do Folclore, rodas de leitura e o ‘Hora do Conto’”, afirma Aparecida, que, além de indicar aos alunos que façam visitas à Biblioteca, também os leva para atividades escolares, independente dos eventos programados pela instituição.


Alunas do Colégio Francisco
Portugal apresentam coreografia

A professora Ana Lígia Coelho de Souza também trás seus alunos à Biblioteca para participar das atividades desenvolvidas no espaço. Ela trouxe os estudantes do 4º ano ao Arraial, para, com as vestes tradicionais da quadrilha junina, dançar música do mestre Luiz Gonzaga.

A estudante Ana Beatriz Jesus Oliveira, do 5º ano do Francisco Portugal, confessa não ser grande simpatizante do hábito de ler. Aluna da professora Maria Aparecida, ela, no entanto, diz gostar das atividades realizadas na Biblioteca Ivone de Menezes, principalmente da “Hora do Conto”. Quando perguntada se vir à Biblioteca com a professora ajuda a gostar mais dos livros, ela responde que sim.

Faziam parte das atividades de celebração do aniversário da Ivone de Menezes também a visita dos contadores de estórias ao Externato São Francisco de Assis, denominada “Biblioteca vai à Escola”, ocorrido no dia 13 de junho. Já na sexta-feira, 15, aconteceram duas oficinas de pinturas em garrafas de vidro, na própria Biblioteca. O arraial encerra as atividades comemorativas.


A diretora da Biblioteca, Maria José

Maria José Lima, diretora da Biblioteca, diz já ser tradição o arraial de aniversário, que acontece desde o primeiro ano completado pela instituição. “É uma forma de celebrar a data, aproveitando o mês junino. Nada mais correto do que fazermos um arraial e convidarmos os parceiros e frequentadores da Biblioteca”, destaca Maria José.

A Biblioteca
Durante esses oito anos de existência, a Biblioteca firmou parcerias sólidas com diversas instutuições aracajuas, sobretudo unidades de ensino presentes no conjunto Augusto Franco, a exemplo do Colégio Francisco Portugal e do Externato São Francisco de Assis. Tem trabalho também com as crianças atendidas pelo Peti e com usuários de unidades da Prefeitura Municipal de Aracaju, a exemplo dos idosos atendidos pelo Cras Antônio Valença Rollemberg.

Hoje, a biblioteca, administrada pela Fundação de Cultura e Turismo de Aracaju (Funcaju), recebe em média 250 visitantes por dia e possui um acervo de mais de 18 mil títulos entre livros, jornais, revistas e outros suportes audiovisuais.

O atendimento inclui consultas e empréstimos, não só para alunos das escolas parceiras, mas para qualquer pessoa que faça um cadastro simples, levando cópias do documento de identidade e comprovante de residência, além de duas fotos 3x4. A Ivone de Menezes Vieira está localizada na Praça Major Edeltrudes Teles, no Conjunto Augusto Franco, Zona Sul da Capital.

Ivone de Menezes Vieira
O nome da Instituição homenageia a militante Ivone de Menezes Vieira, que atuou na defesa das vítimas da perseguição política no regime militar de 1964. Entre eles, seu filho, o poeta Mário Jorge, falecido em 73 após ser preso pelo Exército. Marco que colocou a funcionária pública e mãe de família de vez na luta pela redemocratização em Sergipe.

Nenhum comentário: