Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinemail

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Cohidro destaca orgânicos na Festa da Mandioca

Fachada do estande
da CohidroFoto: 
Ascom/Cohidro -
Fernando Augusto
Sendo a Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe – Cohidro, referência no que tange a assistência ao cultivo irrigado e agricultura orgânica no Município de Lagarto, a Prefeitura Municipal convidou e cedeu espaço para a empresa expor o trabalho que desenvolve no Perímetro Irrigado Piauí, durante a VI Festa da Mandioca, que acontece de 14 à 24 de junho, na Praça de Eventos do Tanque Grande. A Cohidro recebeu agricultores e população em geral em seu estande até o último domingo, dia 17. 

Estande da Cohidro na
Festa da Mandioca
Foto: Ascom/Cohidro -
Fernando Augusto
A Festa da Mandioca celebra anualmente, a importância que tem o cultivo e beneficiamento de derivados do produto em Lagarto. No evento, empresas que dão apoio ao setor agrícola, públicas e privadas, expuseram seus trabalhos para os produtores rurais que também têm seu papel na comemoração, mostrando seus cultivares e processos de fabricação. São esses agricultores que, por exemplo, puseram em funcionamento uma casa de farinha no local, para que os visitantes conheçam, de perto, como é a técnica secular que provem o alimento de maior presença na mesa dos Nordestinos.


No estande da Cohidro, instalado na cidade cenográfica montada pela organização do evento, os técnicos do Perímetro Piauí, estiveram, até domingo, 17, mostrando a produção orgânica que é colhida nas propriedades rurais irrigadas pela empresa. Quem visitou a Cohidro na IV Festa da Mandioca, recebeu todas as informações sobre o trabalho da empresa em Lagarto, focando na divulgação da importância do consumo de alimentos agroecológicos. 


Ainda no estande, houve uma exposição de banners de eventos realizados no município, além da distribuição de cartilhas da Cohidro e do PAIS - Produção Agroecológica Integrada e Sustentável, principal projeto que provem, para a agricultura familiar, o sistema do cultivo de alimentos livres de agrotóxicos. 


Orgânicos 
Insumos naturais utilizados
no cultivo orgânico
Foto: Ascom/Cohidro -
Fernando Augusto
Visitantes puderam conhecer os compostos naturais utilizados na agricultura orgânica, como a calda bordaleza, usado como fungicida e o extrato de nim com pimenta, inseticida capaz de evitar a ação de baratas, mosca branca e lagartas onde é aplicado, com a vantagem de não oferecer, a quem lida ou consome o alimento, o mesmo perigo de contaminação dos venenos industrializados. Ensinar essas técnicas através de palestras, material impresso educativo, oficinas e visitas técnicas aos agricultores, vem sendo o trabalho da Cohidro no perímetro Piauí. Isso complementa, garante o resultado de sua atividade principal, que é o fornecimento da irrigação. 




O técnico agrícola
Marcos Emílio
Foto: Ascom/Cohidro
São mais de 12 anos de incentivo ao cultivo de orgânicos feito pelo Perímetro Piauí de Lagarto, segundo o técnico agrícola da empresa, Marcos Emílio, tudo começou quando a empresa se empenhou em levar agricultores, que já eram assistidos pela irrigação da companhia, à participarem de palestras e eventos sobre a agricultura agroecológica em Aracaju e Neópolis. Essa iniciativa, somada à assistência técnica e os recursos hídricos necessário para irrigação oferecidos aos agricultores, fez surgir a primeira experiência no município. Foi João Pacheco o produtor pioneiro, ao colher as primeiras hortaliças cultivadas sem o uso de agrotóxicos nesta região atendida pela empresa. 




Vendo o sucesso alcançado por João Pacheco, outros agricultores de Lagarto, ficaram interessados em produzir orgânicos da mesma forma. “No começo foi muito difícil, só um agricultor aderiu à ideia, mas aos poucos os demais foram se convencendo. Mas é um processo demorado passar da agricultura convencional para orgânica, no início o produtor tem até perda de produção, vindo depois a se estabilizar de forma que ele possa concorrer no mercado”, complementou Marcos Emílio. 




Orgânicos produzidos no
Perímetro Irrigado Piauí
Foto: Ascom/Cohidro -
Fernando Augusto
Em Lagarto são hoje 16 agricultores produzindo orgânicos sob a assistência e irrigação da Cohidro, que levam às mesas sergipanas uma infinidade de produtos livres do uso de pesticidas e adubos químicos, como nabo, brócolis, vagem, rabanete, acelga, couve flor, batata doce e a macaxeira. 




Ainda segundo o técnico Marcos Emílio, é por este aspecto, de ser responsável por mudar o panorama da agricultura em Lagarto, que a Prefeitura convidou a empresa a expor na Festa da Mandioca. “Introduzimos novas culturas, como a pimenta que hoje é grande destaque no município. Somos referência em Lagarto em agricultura orgânica, em irrigação e na introdução de novos cultivares”, salienta o técnico agrícola. 




Nos 4 dias em que expôs na Festa da Mandioca, a Cohidro pode apresentar tanto ao homem do campo, como às pessoas da cidade o que é a agricultura orgânica. Surpreendidos ficaram os visitantes a constarem a qualidade do produto. “As pessoas viram, tocaram os produtos e saíram daqui admirados com os orgânicos. Pela sustância, pela consistência, durabilidade, pelo aspecto visual vívido do produto”, relata Marcos. 




A técnica em enfermagem
Eliana Silva
Foto: Ascom/Cohidro -
Fernando Augusto
É o que constata o depoimento da técnica de enfermagem Eliana Silva, moradora do povoado Colônia 13, em Lagarto, uma das visitantes do estande da Cohidro. “É diferente, ele apresenta ter mais vida, o sabor do vegetal orgânico é muito melhor. Dou preferência e até indiquei o uso aos meus familiares em Aracaju que lá ainda não conheciam”, explicou Eliana. 


O potencial que os alimentos livres de agrotóxicos tem é muito grande, ainda muitos agricultores podem aderir ao sistema, fato que certamente poderia melhorar tanto a oferta quanto o preço oferecido ao consumidor, já que produtores em grande número podem buscar no associativismo uma significativa redução nos custos, do cultivo ao escoamento até o varejo. A troca de experiência entre eles também é fator crucial no sucesso da produção agroecológica, pois a atividade é uma ideia relativamente nova, embora seja o método menos industrial de produzir alimentos. 




É o que fazem os agricultores pertencentes à Associação de Produtores Orgânicos de Lagarto, que recentemente conseguiram que 13 dos seus associados fossem beneficiados pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) “Frutos da Terra”, Iniciativa do Governo Federal, em parceria com o Estado e por intermédio da Cohidro, onde os alimentos são comprados direto de quem produz e distribuídos entre as entidades assistenciais do município atendido. 




Cartilhas 
Cartilhas educativas
da Cohidro 

Foto: Ascom/Cohidro
Durante o evento, a empresa distribuiu exemplares da cartilha educativa “Produtos Alternativos para o Controle de Pragas e Doenças na Agricultura”, elaborada engenheira agrônoma e Gerente de Desenvolvimento Agropecuário da Cohidro, Sônia Loureiro e o livreto de 120 páginas intitulado “Racionalização do Uso de Agrotóxicos – Controle de Pragas e Doenças em Hortaliças Irrigadas”, de autoria do também agrônomo da Cohidro Remi Bastos. 


A distribuição foi voltada aos agricultores que visitaram o estande, iniciativa que pretende, por um lado, fazer mais produtores aderirem ao cultivo de orgânicos e por outro, conscientizar quem ainda usa agrotóxicos do modo correto e “racional” de sua aplicação na lavoura, preservando tanto a saúde de quem produz quanto dos consumidores desses alimentos. 


Na Festa da Mandioca, o período reservado à exposição do trabalho da Cohidro terminou, mas a festa acontece até o próximo dia 24, domingo. Serão várias atrações musicais, apresentação de quadrilhas juninas além de estar presente no evento o homem do campo mostrando seu trabalho, mostrando importância da mandioca para a economia e cultura o município.

Nenhum comentário: