Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinemail

terça-feira, 31 de julho de 2012

Agosto é o mês do samba na Orla Pôr do Sol

Uma programação dedicada a mostrar os grupos de samba nascidos na capital foi preparada pela Fundação Municipal de Cultura e Turismo (Funcaju) neste mês de agosto, para o Projeto Orla Pôr do Sol. Para começar, tem o partido alto do grupo “Na Mesa de Samba” neste dia 4. Todo sábado, a partir das 17 horas, acontecem as apresentações no Mosqueiro, Zona de Expansão de Aracaju.

Társio Rogeres no vocal, Alison Santos no rebolo e voz, Cleto Barbosa no cavaquinho, Neto no violão, Vitor de Praga no banjo, Junior no surdo e tamborim, Bruno no pandeiro e o baterista Robinho, formam o Na mesa de Samba. Eles tem um ano e três de formação, mas mostram competência fazendo samba de raiz aqui na terra do forró, visto pelas as manifestações do seu público, que lotam os ensaios abertos realizados pelo grupo semanalmente.

Lara Lima, produtora musical do octeto, diz que o som dos rapazes agrada todas as idades e variados tipos de público, pois tem em seu repertório, canções das novas gerações de sambistas assim como os da velha guarda. “Vem o pessoal mais idoso, nos ensaios e pede tipo Cartola, vem a garotada e pede uma de Diogo Nogueira. Se não der para tocar nesse, eles voltam para ouvir no próximo”, revela.

Pretendem lançar, para o final de agosto, o primeiro disco com músicas que mesclam composições próprias a clássicos do samba tradicional, de novos e antigos carnavais, há exemplo de Revelação, Arlindo Cruz, Raça Negra, Bom Gosto e Jorge Aragão. Esse também é o repertório apresentado por eles nos shows. Para a Orla Pôr do Sol, estreiam uma nova seleção de canções, trazendo gente nova ao seleto grupo de homenageados pelo grupo, conta a produtora Lara, que convoca a todos para ouvir neste sábado, o Na Mesa de Samba. “É um som muito animado e bem gostoso de ouvir”, anuncia.

O palco
O Projeto Orla Pôr do Sol é realizado pela Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), sob a organização da Funcaju, na nova orla à beira do rio Vaza-Barris, no Mosqueiro. A PMA pretende com a iniciativa, contemplar o comércio da localidade, com atrações culturais que atraíam mais visitantes aos estabelecimentos de lazer instalados ali. Sem falar da opção de entretenimento, voltada também aos turistas, criada com as apresentações, que evidenciam e dão oportunidade de trabalho aos artistas locais.

Nenhum comentário: