Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinemail

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Exposição no Mirante da 13 de Julho exalta cultura regional

Pinturas de Márcia Riso e os móveis de
Renata Otero em exposição
(Fotos: Fernando Augusto / Ascom / Funcaju)
O Mirante da Praia 13 de Julho abriga, até o dia 26, a exposição de artes e artesanato do Grupo Artesania. A mostra, que também dispõe das peças para venda, reúne trabalhos de várias artesãs e artistas plásticos, com obras inspiradas na cultura e no folclore de Sergipe.

Bonecos em pano de Lampião e Maria Bonita ou orixás do Candomblé, móbiles das brincantes da Dança Parafuso de Lagarto ou do Lambe-sujo de Aracaju e Laranjeiras, peças em cerâmica com personagens do Reisado e tapeçarias que com ilustrações que reproduzem as pinturas rupestres encontradas nas cavernas pré-históricas da região de Xingó. Esses são alguns exemplos da representatividade cultural encontrada na exposição do Artesania.

Bolsas e esteiras do município de Pacatuba
Na exposição há espaço para o tradicional artesanato produzido em Sergipe, como as cestas feitas da planta aquática taboa, oriundas do município sergipano de Pacatuba, e as esteiras de praia da artesã Simone Santos Dias.

Para a coordenadora do Artesania, Márcia Riso, brinquedos, bijuterias, objetos de decoração e até roupas, quando produzidas em modo artesanal, carregam elementos da cultura regional, a exemplo do que é feito em outros estados e países do exterior. "As tradições folclóricas estão sumindo. Hoje os jovens sentem vergonha de participar das quadrilhas juninas ou outras atividades culturais da região. Em parte, culpa do quanto nos esquecemos dessas representações, influenciados pelos costumes importados de outros lugares", lamenta a artista plástica.

Bonecas de pano representam elementos da
cultura regional como Lampião e Maria Bonita
A reciclagem de materiais está presente no artesanato da mostra, como os pufes feitos com pneus usados e os aventais confeccionados a partir de calças jeans antigas, obra da artista plástica Renata Otero, que trouxe de Salvador outras peças de decorações inusitadas, como a mesa de centro em formato de caixa de fósforos.

Cada artesã que expõe nesta mostra possui sua técnica e uso de materiais para produzir sua arte. Márcia Riso, por exemplo, expõe suas pinturas em tela, objetos de decoração pintados à mão e bijuterias com motivos sacros. Já a carioca que reside em Aracaju, Monica de Assis Rossi, trabalha com retalhos de tecido para produzir bolsas, edredons e caixinhas de costura.

Grupo Artesania
Dança Parafuso, reisado e candomblé
representados nos objetos de decoração
O Grupo Artesania é formado por senhoras dedicadas às artes plásticas e ao artesanato, que se uniram para expor e vender os seus trabalhos em conjunto. A iniciativa começou a cerca de um ano e tinha, inicialmente, a intenção de realizar bazares nas próprias residências das artesãs. Com o tempo, mais e mais artistas aderiram ao grupo e agora, anseiam por apresentarem os trabalhos em locais públicos, buscando um maior número de apreciadores.

Segundo a coordenadora Márcia, a intenção é de formalizar, em breve, uma cooperativa de artesãs, quando reunirem mais membros ao Artesania. "Tomamos a iniciativa de montar a exposição no Mirante e a partir daí, conquistando novos adeptos, começar a divulgar em nosso blog e nas redes sociais o nosso trabalho, assim como abrir espaço para que outras artesãs façam parte do grupo", revela.

Oiram Sostenes, Renata Otero, Simone Santos,
Monica de Assis e Márcia Riso
responsáveis pela exposição
Empresário em Salvador e esposo de artista Renata Otero, Oiram Sostenes, conta que lá existem várias cooperativas de artesãos que dão certo e que no trabalho conjunto, conseguem uma melhor geração de renda, inclusive propiciando no intercâmbio com outras localidades, fato que trouxe o casal à Aracaju. "Os artesãos e artistas não podem ver os colegas de ofício como concorrentes, fica muito mais fácil conquistar espaços, como esta exposição, para comercializar as peças em conjunto, do que sozinhos", complementa.

O Mirante da 13 de Julho
O Mirante da Praia 13 de Julho é uma das unidades de cultura da Prefeitura Municipal de Aracaju, coordenada pela Fundação Municipal de Cultura e Turismo (Funcaju). Tornou-se um ponto de referência turística da cidade por permitir a apreciação do Rio Sergipe, calçadão da 13 de Julho, manguezal, Praia dos Artistas e Centro Histórico de Aracaju. Além disso, o mirante também é um posto de informações e local de exposições artísticas.

Publicado em: http://www.faxaju.com.br/viz_conteudo.asp?id=148901
Publicado em: http://www.aracaju.se.gov.br/index.php?act=leitura&codigo=52173 

Nenhum comentário: