Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinemail

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Cohidro segue parceira das Feiras da Agricultura Familiar em 2013


Focadas em contribuir com a geração de renda para os pequenos agricultores do Estado e no incentivo à produção e consumo de produtos orgânicos, as Feiras da Agricultura Familiar, realizadas pela Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides) na Capital e outras cinco cidades do interior de Sergipe, continuarão em 2013. Dos feirantes que participam, considerável parcela é irrigante dos perímetros da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro).

A Companhia acredita no potencial do Projeto, em beneficiar a agricultura familiar do Estado, como revela o diretor de Irrigação e Desenvolvimento Agrícola da Cohidro, João Quintiliano da Fonseca Neto. “A iniciativa da Seides é muito positiva, pois tem por objetivo oferecer produtos de ótima qualidade aproximando o agricultor do consumidor, eliminando o atravessador, com isso elevando sua renda”, expõe. A Empresa, além da assistência técnica e hídrica, assessora os produtores com potencial de fornecimento contínuo de alimentos às Feiras, na comercialização e transporte dos produtos.

Como novidade para 2013, está a implantação de mais uma Feira mensal, nas dependências da Secretaria de Estado da Educação (Seed), em Aracaju, como revela a Diretora do Departamento de Segurança Alimentar da Seides, Rosane Cunha. “Muitos dos clientes que frequentavam a Feira aqui na Seides eram servidores da Seed. Depois de várias solicitações, decidimos implementar a Feira lá, fizemos uma edição de teste em dezembro e foi um sucesso. Além desta, continuam as feiras realizadas quinzenalmente na sede da Seides em Aracaju, Neópolis e Nossa Senhora da Glória e ainda as semanais, em Boquim, Lagarto e Ribeirópolis”, anuncia.

Preocupada com os problemas causados pelo êxodo rural, a Seides tem como intenção oferecer meios rentáveis de escoamento da produção da agricultura familiar no Estado através das feiras, como ressalta Rosane Cunha. “Nosso objetivo principal é prover meios de renda ao pequeno produtor, fazendo com que ele não abandone a atividade agrícola, diante das dificuldades enfrentadas numa pequena propriedade. Muitos não conseguem sair da área rural para comercializar seus produtos, abrindo espaço para atuação de atravessadores, estes que oferecem preços inferiores aos praticados aqui na Feira”, observa a diretora.

A valorização dos produtos agrícolas alcançada nas feiras é também observada pelo irrigante do Perímetro Jacarecica II da Cohidro, Genivaldo Francisco Xavier. “Na roça eu vendo uma caixa de 30 quilos de macaxeira ao atravessador por R$ 60, aqui consigo comercializar por R$ 90. A saída aqui também é muito boa, geralmente as freguesas reservam hoje os produtos que vão vir buscar na próxima Feira”, conta o agricultor do povoado Grupo dos 20, no município de Malhador, que além da macaxeira, trás para edição realizada na Seides batata-doce, inhame, banana, hortaliças e ovos da galinha de capoeira (caipira), em suas quatro tarefas de terra cultivadas por meio da irrigação.

Cliente da banca de Genivaldo, a engenheira civil Catia Maria Ralin, visita a Feira realizada no pátio da Seides pela segunda vez, motivada pela oferta de produtos orgânicos. “Fiquei sabendo da Feira através de uma amiga que também frequenta e pela televisão. Os preços são parecidos com os dos supermercados, porém lá os produtos não são orgânicos como aqui, com qualidade bem maior. Os feirantes são muito atenciosos, vou criar o hábito de vir em todas as edições da Feira”, revelou ela que leva sempre para casa verduras folhosas, frutas e legumes.

Cohidro
Além de promover a agricultura orgânica em seus perímetros irrigados, Rosane Cunha considera essencial a irrigação fornecida pela Companhia, durante todo ano, para o sucesso da Feira da Agricultura Familiar. “É fundamental, porque sem esse apoio da Cohidro aos agricultores, ficaria impossível eles trabalharem nos períodos de estiagem que atingem todo Nordeste Brasileiro. Com essa assistência da irrigação eles conseguem trazer aqui para Feira, alimentos até nas épocas das piores secas”, considera, tomando por base os depoimentos dos produtores que participam do Projeto.

Para Mardoqueu Bodano, presidente da Cohidro, cooperar para que a agricultura familiar se desenvolva em Sergipe, através de iniciativas como a da Seides, qualifica todo investimento destinado ao setor. “Estamos inseridos nessa rede de projetos promovidos pelas Instituições que integram os governos Marcelo Déda e Dilma Rousseff, onde o homem do campo é valorizado e incentivado a produzir mais e melhor. É gratificante ver o resultado desse empenho conjunto se materializar em famílias provendo renda, fruto de seu trabalho e consumidores tendo acesso a produtos alimentícios de alta qualidade, a preços competitivos aos aplicados nas grandes redes de supermercados”, expõe.

Nenhum comentário: