Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinemail

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Ressaca de Carnaval da Ivone faz a folia no CRAS e Biblioteca

Fotos: Ascom/Fucaju - Fernando Augusto
Em sua sétima edição, a Ressaca de Carnaval da Biblioteca Ivone de Menezes Viera colocou o bloco na rua, na tarde desta quarta-feira, 20, levando os usuários do Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Antônio Valença Rollemberg para as dependências da Biblioteca, ambos no bairro Augusto Franco, embalados por banda de frevo. Da festa organizada pela Fundação Municipal de Cultura e Turismo (Funcaju), também participaram estudantes do Colégio Estadual Francisco Portugal.

Dona Maria Zuleide dos Santos,
a coordenadora do "Conte Conosco" Selma dos Santos e
Dona Maria José Vasconselos
Dentre os ‘foliões' estavam as senhoras do Grupo de Convivência "Conte Conosco", parceria entre o CRASS Antônio Valença e a Universidade Tiradentes (Unit), que oferece atendimento médico, odontológico e atividades físicas para a terceira idade. A coordenadora do grupo, Selma dos Santos, revela que as idosas adoraram o convite para a festa. "Elas ficaram muito alegres, estão satisfeitas demais e já estamos contando com o convite para as próximas festas", comemorou.

Nitinho e os jovens especiais
acompanhados pelo CRAS
"Estou adorando a festa, na idade da gente, temos que aproveitar para brincar muito. Brinquei o Carnaval em Pirambu e agora estou aqui repetindo a dose", revelou a usuária do CRAS Maria José Vasconcelos. Também, por intermédio do CRAS, estiveram presentes os alunos da turma de adolescentes portadores de necessidades especiais do Programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA), e crianças do Programa de Correção de Fluxo (Se Liga) e do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), ambos do Colégio Francisco Portugal.

Coordenadora Adriane Dantas e
as máscaras carnavalescas
confeccionadas nas oficinas
A Ressaca foi só umas das atividades ligadas ao Carnaval realizadas pela Ivone de Menezes, segundo conta a coordenadora de Extensão e Ação Cultural da Ivone de Menezes, Adriane Dantas. "Nos dias 24, 25 e 28 de janeiro, ministrei à comunidade a oficina para confecção de máscaras venezianas em gesso, e de 5 a 7 de fevereiro, a oficina de máscaras emborrachadas. Nesta última, também fizemos atividade para as crianças, com pinturas de rostos com temas carnavalescos", revelou a professora Adriana.

Diretora da Biblioteca, Maria José
Para a diretora da Biblioteca, Maria José Lima, a Ressaca da Ivone faz um resgate do tradicional Carnaval de rua. "A gente convida os idosos ligados ao CRAS, que tem essa tradição dos antigos Carnavais, que poderão repassar o gosto por essa festa popular para esses jovens também do CRAS e das escolas que também convidamos para a festa, fazendo assim um intercâmbio entre as diferentes idades", ressaltou Maria José, lembrando também que durante o mês de fevereiro, a "Hora do Conto" foi voltada para histórias ligadas a tradição carnavalesca.

A Funcaju ofereceu máscaras, colares, confete, serpentina para os foliões que, ao final, repuseram as energias com delicioso lanche na Biblioteca. Presente à festa, o presidente da Funcaju, Manoel Viana, não escondeu a alegria do convívio com os usuários da Biblioteca e do CRAS. "É minha primeira vez acompanhando essa festividade e é muito gostoso acompanhar o pessoal de mais idade interagindo com os as crianças e adolescentes. Uma experiência muito gratificante que para o próximo ano pretendemos incrementar para ampliar à participação de toda comunidade", comenta.

Pequenos foliões do Se Liga,
Luciano, Bruna, Juliana e Maria Izabel
Também esteve lá, junto aos foliões da Ivone, o futuro secretário municipal de Cultura e Eventos, Josenito Vitale (Nitinho), contente com a integração que viu no evento. "É importante essa integração entre Biblioteca e sociedade e nós, na Secretaria de Cultura e Eventos, vamos incentivar ainda mais essas iniciativas, de forma que venha agregar mais adeptos a toda cultura oferecida aqui nessa unidade da Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), através da literatura e do folclore", completa Nitinho, que pretende ampliar esse incentivo a outras atividades, a exemplo do Forró da Ivone, realizado no mês junino.

Nenhum comentário: