Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinemail

terça-feira, 5 de março de 2013

Projetos da Cohidro contabilizam R$ 46 mi em convênios

"Mais barragens serão recuperadas
(foto: Marcele Cristine)

Antes da captação de recursos e a execução das obras, realizadas pela Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro) e que beneficiam na irrigação, dessedentação animal e fornecimento de água às comunidades rurais, existe a etapa de planejamento executada dentro da Diretoria de Infraestrutura e Recursos Hídricos (Dinfra) da Empresa. Atualmente, estão em execução 7 projetos, elaborados neste departamento, que somam mais de R$ 46 milhões em investimentos.

Estes projetos são direcionados à execução das demandas dos governos Estadual e Federal, assim como convênios com outros órgãos governamentais, destinados à captação de água para abastecimento humano e animal além da melhoria dos Perímetros Irrigados. Um exemplo é o programa federal “Água para Todos”, do Ministério da Integração Nacional, que em conjunto com a Secretaria de Estado de Agricultura e Desenvolvimento Rural (Seagri) vai viabilizar, só em Sergipe, a perfuração de 107 poços artesianos e a montagem do sistema de abastecimento em comunidades rurais. Ao todo serão investidos no Estado R$ 14,4 milhões e destes já estão sendo licitados R$ 5.280.000, para a execução de 40 unidades em 2013.

A aquisição das três perfuratrizes e os 9 caminhões que darão suporte a essas unidades de perfuração, teve como origem outro projeto elaborado na Dinfra. Com recursos do Ministério da Integração Nacional e Governo de Sergipe, na ordem de R$ 10 milhões. Os equipamentos vão aumentar a capacidade operacional da Cohidro, conforme assinala o diretor de infraestrutura da Empresa, Paulo Sobral. “Vai ampliar a capacidade média de perfuração de poços da Companhia, que hoje é de oito poços por mês, para até 46 e poderemos assim perfurar poços de até 500 metros de profundidade, contra os 70 metros atuais”, esclarece, avisando ser para abril a chegada da primeira das três máquinas que virão para Sergipe em 2013.

Outros 12 poços serão perfurados em 2013, em parceria com a Defesa Civil de Sergipe, como ação de combate à seca. Para este projeto, já estão liberados R$ 1.184.000 em recursos do Governo do Estado. A fiscalização das obras que será feita pelos engenheiros da Cohidro, atendendo municípios onde foi decretado estado de emergência devido ao período de estiagem prolongado. Nestas localidades também serão recuperados pela Companhia mais 15 sistemas de abastecimento de água, em convênio firmado com a Petrobras, que disponibilizou R$ 402.111,38 para viabilizar o projeto.

Barragens
O geólogo da Cohidro, José Albuquerque Cunha, responsável pela elaboração dos projetos de infraestrutura e recursos hídricos da Companhia, explica os detalhes de outro projeto, realizado através de convênio firmado com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), que prevê a construção de 133 barragens subterrâneas e distribuição de 116 kits de irrigação, nos municípios onde a Codevasf tem atuação. Foram captados para esse empenho R$ 4,5 milhões, oriundos do Ministério da Integração Nacional.

“Nos leitos dos rios e riachos secos do semiárido, quando estes tem um depósito de sedimento arenoso, é possível fazer a escavação de um canal transversal ao curso da água, que forrada com um revestimento em vinil, será capaz de barrar a água que fica depositada nesse sedimento mesmo depois do curso d’água secar, permanecendo a água protegida da evaporação pelo sedimento e durando bem mais tempo que nas barragens que somente represam a água da chuva”, ilustrou José Albuquerque, lembrando também que os kits de irrigação instalados nesse mesmo convênio, atendem cada um até 2 hectares de área irrigada.

O presidente da Cohidro, Mardoqueu Bodano, informa que o trabalho que propiciou, em 2012, a recuperação de 510 barragens para o armazenamento de águas das chuvas no Alto Sertão e em Poço Verde, terá continuidade neste ano, contemplando a recuperação de mais barragens nas regiões atingidas pela seca, com recursos provisoriamente estipulados na ordem de R$ 1 milhão, custeados pelo Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep).

"Em 2012, ocorreu uma ação conjunta entre a Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides), Seagri e a nossa Companhia, onde construímos um plano de recuperação de 400 barragens e ultrapassamos este número. Pudemos contar com a estrutura contratada para trabalhar em mais 110 barragens. Na ocasião, foram investidos R$ 720 mil nas obras, valor que será ampliado no projeto para 2013", esclarece Mardoqueu Bodano.

Perímetros Irrigados
O Projeto Águas de Sergipe (PAS) consiste num empréstimo, do Governo do Estado, na ordem de R$ 133 milhões junto ao Banco Mundial, aprovado pelo Senado Federal em 2012. Desse montante, R$ 15 milhões serão destinados à Cohidro para ações de modernização da infraestrutura dos perímetros irrigados e segurança de barragens, atendendo as demandas inseridas no PAS, que se destinam à recuperação ambiental da bacia do Rio Sergipe.

De acordo com o diretor de irrigação da Cohidro, João Quintiliano da Fonseca Neto, o projeto contempla os perímetros irrigados de Jacarecica II em Malhador e Jacarecica I e Ribeira, ambos no município de Itabaiana. “As obras de infraestrutura que serão realizadas nos perímetros priorizam sanar problemas relacionados ao desperdício da água, modernizando o sistema de irrigação, melhorando sua distribuição além da economia de energia elétrica. Ações que visam garantir uma maior segurança na operação das barragens, além de recuperar e preservar as APP´s nessas bacias hidráulicas”, indica o diretor.

Mardoqueu Bodano, ressalta a importância do trabalho dos técnicos da Cohidro envolvidos na elaboração destes projetos. “É graças ao trabalho desta equipe que a Companhia pode dar continuidade a sua missão de ampliar a oferta de água no Estado, pondo em prática o anseio do Governo Marcelo Déda, de sanar os problemas gerados pela seca, tanto no fornecimento direto de água para a população, quanto para a agricultura e pecuária”, conclui o Presidente.

Nenhum comentário: