Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinemail

quarta-feira, 20 de março de 2013

XXII Salão de Novos premia revelações das artes plásticas


clique para ampliar
Luiz Adelmo e Nitinho (Fotos: Ascom/Funcaju)
Em sua 22ª edição, o Salão de Novos, mostra de artes plásticas realizada pela Galeria de Artes Álvaro Santos (GAAS), uma das unidades da Secretaria Especial de Cultura, selecionou 50 entre os 89 trabalhos inscritos para concorrer à premiação que foi realizada na noite desta terça-feira, 19. Ao todo foram 52 novos artistas que participaram das seletivas. Todas as obras selecionadas permanecerão em exposição na GAAS até o dia 20 de abril.

Segundo o curador da Mostra e diretor da GAAS, Luiz Adelmo, só foram aceitos trabalhos de artistas que nunca realizaram exposições individuais e nem tenham vencido nenhuma das premiações em outras edições do Salão de Novos. Uma maneira de somente contemplar os estreantes nas artes plásticas, ou aqueles que não tiveram a devida oportunidade de divulgar seus trabalhos.

"Conseguimos cumprir nosso objetivo, que é mostrar os novos talentos e ao mesmo tempo ver a evolução dos artistas que é latente e sempre notada a cada ano", expôs Luiz Adelmo, que ainda assinala a eficácia da seleção. "Foram 12 artistas, cada qual com uma obra selecionada, e 20 artistas com duas obras, prova de que prevaleceram os melhores para a mostra e concorrendo a premiação", completou.

Seleção 

clique para ampliar
Fábio dos Santos e Nitinho
No dia 15 aconteceu a primeira seleção, que escolheu os 50 trabalhos para a mostra e para concorrer à premiação. Nela atuaram como jurados Adauto Machado (artista plástico), Carine Santiago (artista plástica) e Murilo Guerra (arquiteto). Já para escolher os três primeiros colocados para premiação de melhor obra de arte participaram do júri Pithyu (artista plástico), Fátima Bastos (curadora do Espaço Cultural Yázigi) e Antônio Cruz (escultor).

O primeiro lugar no Salão dos Novos foi "Boca fechada não entra mosquito", de Reginaldo. A obra de modelagem à mão usa do concreto, cimento e gesso, para dar forma a inspiração do artista que fez uma crítica àquelas pessoas que "falam muita bobagem". Para ele, a Mostra abre espaço para novos talentos. "Vejo o Salão de uma forma positiva, pois temos pouco espaço e ele nos dá essa oportunidade de expor nossas obras", desabafou.

clique para ampliar
Papoula e Nitinho
Fábio dos Santos teve sua obra inusitada, que mistura pintura à óleo com madeira e arame farpado, premiada com o segundo lugar no Salão. "O estado ainda tem um ponto de carência na atenção às artes e a GAAS tenta promover isso. Para mim, é como se fosse o Oscar das artes, pois só de participar já é uma grande honra", comentou.

O jovem artista de 19 anos, Pedro Boeira, usou da pintura em aquarela para criar a tela "Casa do Bispo", terceira colocada na premiação da noite. Aluno do consagrado artista plástico sergipano Tintiliano, tem quatro anos como pintor pretende seguir a carreira profissionalmente. "O Salão dos Novos divulga novos talentos e da oportunidade do artista crescer culturalmente", comentou Boeira.

Premiação 
clique para ampliar
Reginaldo
Além dos premiados, receberam a menção honrosa do Salão de Novos também outros cinco expositores: Hélio Eleutério (pintura acrílica), Chico Oliva (técnica Mista com metal), Eduardo Maia (técnica mista tridimensional), Papoula (pintura à óleo) e Nego, que pela primeira vez participar da Mostra com uma tela pintada usando da técnica do graffiti.

A GAAS, através da Secretaria Especial de Cultura de Aracaju, premiou do primeiro ao terceiro colocado no Salão dos Novos com as quantias de R$ 2,5 mil, R$ 2 mil e R$ 1,5 mil respectivamente. Para o secretário Especial de Cultura, Josenito Vitale (Nitinho), a nova administração da Prefeitura Municipal de Aracaju não poderia deixar de apoiar a Mostra e dar sequência ao evento já tradicional para as artes sergipanas.

clique para ampliar
Nego e Nitinho
"O Salão dos Novos é muito importante e foi há 22 anos que tudo começou, só estamos dando continuidade e valorizando esses novos talentos que estão surgindo nas artes plásticas. Então a gente deve apoiar, participar e fazer mais exposições para mostrar os grandes talentos nas artes que temos aqui em Aracaju", concluiu Nitinho.

Nenhum comentário: